Movimentos Nacionalistas na Europa Ocidental.

MOVIMENTOS NACIONALISTAS
na Europa Ocidental
Dificuldades de separação
Falta de condições políticas.
Habitantes não favoráveis ao processo de emancipação.
Estados Europeus agem de modo a inviabilizar esses projetos,
seja internamente, criando condições jurídicas e políticas complexas,
ou de forma solidária, atuando conjuntamente.
Separatimos catalão
Buscam a independência desde o século XIX.
Por ser um território rico, a Espanha não quer permitir a independência.
Com a possível independência da Catalunha, os demais movimentos separatistas, como o Basco, também exigiriam sua independência.
Em 2017, a Catalunha decretaram a independência da região, mas o ato foi considerado ilegal por Madri.
Os principais lideres catalães foram condenados a longa pena.
Brexit
Após a ruptura do Reino Unido com a União Europeia, outros grupos nacionalistas iniciaram processos semelhantes.
Guerra Civil Espanhola
Durante o franquismo, todos a autonomia conquistada pela Catalunha, foram retirados e o usa da sua língua passou a ser reprimida.
Com o fim da ditadura franquista, a Catalunha recuperou grande parte de sua liberdade, e 4 anos depois, tornou-se uma região autônoma da Espanha, com seu próprio parlamento, governo, bandeira e hino.
Primeira questão suscitada pelo Brexit:
Refere-se ao fortalecimento do nacionalismo escocês.
Em 2016, os escoceses votaram de foram majoritária pela continuidade do Reino Unido na União Europeia. Os partidários da independência escocesa passam a ter um campo político promissor nos próximos anos.
O acordo assinado em 1999 pelos dois países, envolveu o reconhecimento de soberania e direitos de minorias, a criação de uma Assembleia da Irlanda do Norte, e a libertação de prisioneiros que tivessem sido condenados por terrorismo.
Houve um processo de paz que promoveu a deposição das armas de grupos terroristas, porém essa estabilidade pode estar sob ameaça com o Brexit.
Segunda questão suscitada pelo Brexit:
A segunda questão se refere à fronteira entre a República da Irlanda e a Irlanda do Norte: O primeiro independente, o segundo pertence ao Reino Unido.
Em 1919 e 1921, instaurou-se uma violenta guerra entre os britânicos e os irlandeses, terminado com vitória da Irlanda e ocasionando o reconhecimento pelo governo britânico do Estado Livre da Irlanda.
A fronteira entre as duas nações era fluída, o tráfego de mercadorias como o de pessoas era feito sem qualquer controle.
18